Categorias
Natureba Remédios Naturais Saúde Vídeos

Purifique seu Fígado com Estes 4 Ingredientes

Você provavelmente já teve períodos da vida em que pensou em cuidar mais da dieta, ou talvez esteja fazendo isso agora. Seja para emagrecer ou para reconquistar a saúde perdida ou se blindar contra problemas futuros, uma coisa é fato: nossa dieta tem papel importante em nosso bem estar. Porém, nem sempre as coisas acontecem como gostaríamos: por vezes, a tentação acaba sendo grande e comemos errado. E as guloseimas e produtos processados estão por toda parte, em embalagens atraentes e práticas, o que torna tudo mais difícil. Basta um exagero na comilança aqui e ali e os sintomas começam a aparecer: inchaço, falta de apetite e náusea são alguns dos sintomas comuns de que seu corpo pode estar cheio de toxinas.

Essas toxinas são substâncias nocivas encontradas em alimentos, como conservantes, aditivos, adoçantes e corantes, para citar alguns. Se por um lado, podemos intoxicar o organismo comendo certos tipos de alimento, o contrário também é verdadeiro. De fato, existem alimentos que ajudam a desintoxicar o organismo de forma natural e saudável. A desintoxicação nada mais é que o processo de eliminação dos excessos e das toxinas acumuladas no organismo. E, nesse processo, o principal ator é o fígado, órgão responsável por metabolizar e armazenar nutrientes.

Dependendo do nosso estilo de vida e de nossos hábitos alimentares, o fígado pode ter suas funções sobrecarregadas, o que causa um acúmulo de toxinas indesejadas, que podem gerar até o mau funcionamento do intestino. Alguns alimentos como a cenoura, o tomate, a toranja, o espinafre, o repolho e o alho, possuem propriedades benéficas para esse órgão e o ajudam a realizar seu papel. O gengibre é também muito indicado por ter propriedades anti-inflamatórias, digestivas e antimicrobianas que beneficiam o intestino e a digestão de gorduras, facilitando trabalho do fígado.

Há também algumas receitas, como a que vamos te mostrar agora, que ajudam a limpar o fígado: Ingredientes 1 colher (sopa) de azeite extravirgem de oliva 1 colher (sopa) de suco da limão extraído na hora Meia colher (sopa) de gengibre ralado Meia colher (sopa) de alho picado Para preparar é bem simples, basta triturar todos os ingredientes no liquidificador. Não é necessário colocar água, mas pode adicionar um pouco se achar que a bebida ficou muito grossa. Recomenda-se tomar a bebida por três noites, pouco antes de dormir. .

Quero Ser Saudável

Categorias
Natureba Saúde Vídeos

5 Erros Que Você Comete Usando Alho Como Remédio Medicinal

O alho, além de ser um tempero muito popular, é também um poderoso antibiótico natural. Essa planta possui inúmeras propriedades medicinais, principalmente por causa de seus compostos ativos. Ele tem a capacidade de diminuir a pressão arterial e também o mau colesterol, promover uma leve dilatação dos vasos sanguíneos e ativar o funcionamento do fígado. O consumo do alho também tem sido relacionado a prevenção de doenças cardíacas, gripes, resfriados e até alguns tipos de câncer. Mas para obter esses benefícios, é preciso consumir o alho de forma correta. No vídeo de hoje vamos listar alguns erros mais comuns na hora de consumir alho: Tomar o alho em cápsula Devido a praticidade, muitas pessoas acabam preferindo tomar alho em cápsulas, para evitar seu odor e sabor característicos. Entretanto, é importante frisar que o alho em cápsula, pó ou extrato seco não se iguala em potencial terapêutico ao alimento em seu estado natural. Usar alho cozido Cozinhar o alho é algo muito comum quando vamos utilizá-lo para preparar algum prato. Porém, durante o cozimento, a alicina, um dos seus compostos ativos que mais carrega benefícios, acaba sendo perdido também durante o cozimento.

Uma boa forma de evitar que isso aconteça é esmagar o alho ainda cru e aguardar 10 minutos antes de cozinhá-lo. Cuida da flora intestinal Por ser um poderoso antibiótico, o alho também pode afetar as bactérias benéficas no nosso intestino. Assim como é indicado para qualquer pessoa que tomou antibióticos, repor a flora intestinal com alimentos probióticos é importante. Só comer alho fresco Comprar ingredientes frescos é sempre o mais aconselhável. Mas você já reparou que depois de um tempo armazenado, começa a brotar um talo verde no alho? Muitas pessoas jogam ele fora nesse momento, acreditando que ele já passou do tempo. A verdade é que nesse momento a capacidade antioxidante do alho é ainda maior do que quando ele está fresco. Usar pouco alho Se você está querendo combater uma infecção utilizando o alho como remédio, é importante consumi-lo nas quantidades adequadas. Um pequeno dente de alho provavelmente não vai surtir efeito. Como doses terapêuticas, o recomendado é consumir de dois ou três dentes, de tamanho médio, por dia.

Quero Ser Saudável